Conecte-se conosco

Policial

Empresário reage a assalto e atira cinco vezes contra homem em Ponta Grossa

Publicado

em

Um assaltante, de 23 anos, foi socorrido em estado grave ao hospital após ser baleado por um empresário, na tarde desta quinta-feira (13), em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do Paraná. O criminoso foi atingido por cinco tiros, segundo a Polícia Civil.

Em vídeo registrado por uma câmera de segurança, o suspeito aparece entrando na loja do empresário, que é especializada em revenda e manutenção de celulares, por volta de 14h35. Com um capacete cobrindo o rosto, o homem entra no estabelecimento e saca uma arma. “Isso é um assalto”, anuncia o suspeito.

Em poucos segundos, após se direcionar a uma mulher que estava atrás de um balcão, o criminoso é baleado pelo empresário. O suspeito tentou correr, mas caiu no chão. “Chama a polícia”, diz o autor dos disparos. Já no chão, o suspeito diz: “Por favor”.
Segundo a polícia, a arma do empresário estava registrada e foi recolhida para passar por uma perícia. Os policiais também apreenderam o revólver que estava com o criminoso.

“O assaltante já tinha passagens pela polícia e foi socorrido em estado grave. Ele segue internado no Hospital Regional de Ponta Grossa sob escolta. Foi autuado em flagrante por tentativa de roubo e passará por uma audiência de custódia”, disse o delegado Lucas Andrade.
De acordo com o delegado, a reação do empresário é “amparada pela legítima defesa, causa de exclusão da ilicitude”.
O caso segue sendo investigado.

Reportagem reprodução Portal Banda B

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

PM cumpriu mandado de prisão em Paula Freitas

Publicado

em

A equipe da Polícia Militar de Paula Freitas prendeu um homem no bairro Maria Anísia por volta das 21:23 horas dessa sexta-feira (19).

Após conhecimento de mandado de prisão em desfavor de um homem a equipe deslocou ao seu endereço com o intuito de verificar se o mesmo se encontrava no local.

O autor saiu até o portão e conversou com a equipe policial, sendo identificado, exposto o mandado de prisão em seu desfavor, sendo que este por espontânea vontade acompanhou os policiais para ser apresentado a unidade prisional.

Continue Lendo

Policial

Casal de General Carneiro perde 20 mil reais ao tentar fazer empréstimo pela internet

Publicado

em

Um senhor compareceu ao Pelotão da Polícia Militar de General Carneiro por volta das 18 horas dessa sexta-feira, 19 de julho, para relatar um golpe de estelionato.

De acordo com o solicitante, sua esposa precisava de um empréstimo, que tentou com vários bancos físicos, porém, sem sucesso. Então, procurou na internet, encontrou um homem que oferecia empréstimo.

O autor, de acordo com a vítima, foi muito prestativo e atencioso. O homem atendeu pedindo a documentação da mulher para realizar o cadastro e fazer a simulação.

Quando o homem enviou o contrato falou que já iria creditar o valor na sua conta, com a demora para acontecer, a vítima entrou em contato novamente com o suposto atendente e ele começou a pedir dinheiro.

O autor passou a dizer que se a vítima não depositasse o valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), ele iria bloquear todos os documentos do marido.

Diante das informações a equipe policial orientou as vítimas quanto aos procedimentos cabíveis.

Continue Lendo

Policial

PC de Irati prende homem por descumprimento de medidas protetivas

Publicado

em

Na tarde dessa quinta-feira, 18 de julho, um homem de 36 anos, foi detido na localidade de Pinho de Cima, por descumprimento de medidas protetivas com base nas leis Maria da Penha e Henry Borel.

A Polícia Civil e o Conselho Tutelar solicitaram medidas protetivas para afastar o investigado dos filhos do casal. As medidas foram solicitadas em abril.]

De acordo com a Polícia Civil, o homem descumpriu as determinações judiciais e agrediu a vítima. Por isso, foi solicitada a prisão preventiva do investigado como forma de resguardar a integridade física e psicológica da ex-mulher.

A Lei Henry Borel estabelece medidas protetivas específicas para crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica e familiar e considera crime hediondo o assassinato de menores de 14 anos.

No Congresso Nacional, o texto foi batizado de Lei Henry Borel, em referência ao menino de 4 anos morto em 2021 por hemorragia interna após espancamentos no apartamento em que morava com a mãe e o padrasto, no Rio de Janeiro.

Continue Lendo
Publicidade

As mais Lidas