Conecte-se conosco

Geral

SICREDI É A 4ª MELHOR EMPRESA PARA TRABALHAR NO BRASIL

Publicado

em

Colaboradores do Sicredi durante a cerimônia do GPTW Créditos: Roberta Kwietniewski

Instituição financeira cooperativa foi reconhecida na categoria Grandes Empresas, em evento realizado nesta segunda-feira (16)

O Sicredi, instituição financeira cooperativa com presença em todo o Brasil, é a 4ª melhor empresa para trabalhar no país, categoria Grandes Empresas (com mais de 10 mil colaboradores), segundo o ranking do Great Place To Work® (GPTW). A cerimônia de premiação aconteceu nesta segunda-feira (16), em São Paulo, e reconheceu 150 organizações em três categorias – Multinacionais, Grandes Empresas Nacionais e Pequenas e Médias Empresas Nacionais. Mais de 5 mil empresas se inscreveram para esta edição do GPTW. 

“Essa é uma conquista das mais de 40 mil pessoas colaboradoras que fazem do Sicredi um ótimo lugar para trabalhar e que, todos os dias, vivem o nosso propósito de construir juntos uma sociedade mais próspera, fazendo a diferença na vida dos nossos mais de 7 milhões de associados. Estamos muito felizes com o reconhecimento, pois também demonstra a construção de um ambiente de trabalho positivo, humanizado e do qual as pessoas se sentem parte”, afirma Daniele Garcia Schmidt, superintendente executiva de Gestão de Pessoas e Cultura do Sicredi. 

A posição de destaque foi obtida a partir de avaliação realizada por meio da Pesquisa de Clima e análise do Book de Práticas. Neste ano, a pesquisa contou com a participação de 34 mil colaboradores do Sicredi, que contribuíram com sua percepção sobre como é trabalhar na instituição, atingindo um resultado (índice geral de confiança) de 89%. Outro ponto analisado é o e-NPS (Employee Net Promoter Score), que mede o quanto os colaboradores indicariam a instituição para os amigos trabalharem. Neste quesito, a instituição atingiu o marco percentual de 84%.

A pesquisa contou com a participação de 34 mil colaboradores do Sicredi
Créditos: divulgação

A pesquisa com o público interno também apontou os motivos pelos quais os colaboradores querem continuar trabalhando na instituição financeira cooperativa. Oportunidade de crescimento e desenvolvimento foi a razão indicada por quase 50% das pessoas, seguida do alinhamento dos valores pessoais com os valores da empresa (25%) e o fato de proporcionar equilíbrio entre a vida pessoal e profissional (18%).

“Acreditamos que no cooperativismo, modelo de negócio do Sicredi, as pessoas têm a oportunidade de deixar um legado. Isso significa que os talentos preocupados com a agenda ESG e em fazer a diferença no mundo encontram no Sicredi uma cultura que, temos orgulho de dizer, tem bases sólidas no nosso propósito que se manifesta na nossa forma de se relacionar com nossos associados e com as comunidades onde estamos inseridos”, salienta Daniele.

Em sua 27ª edição, o Ranking GPTW Brasil é uma realização da consultoria global Great Place to Work®, em parceria com Época Negócios e Valor Econômico. Em 2023, foram reconhecidas as 150 empresas considerando seus esforços e avanços na construção de ambientes de trabalho melhores para as pessoas, para os negócios e para a sociedade. A organização “Great Place to Work for All” está presente em 97 países e analisa mais de 10 mil empresas anualmente.

A posição de destaque foi obtida a partir de avaliação realizada por meio da Pesquisa de Clima e análise do Book de Práticas
Créditos: divulgação

Sobre o Sicredi  

O Sicredi é uma instituição financeira cooperativa comprometida com o crescimento de seus associados e com o desenvolvimento das regiões onde atua. Possui um modelo de gestão que valoriza a participação dos 7 milhões de associados, que exercem o papel de donos do negócio. Com mais de 2.500 agências, o Sicredi está presente fisicamente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal, disponibilizando uma gama completa de soluções financeiras e não financeiras.  

Site do Sicredi: Clique aqui  

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Boletim da Saúde registra 25.028 novos casos de dengue e mais 46 óbitos no Paraná

Publicado

em

O boletim semanal da dengue publicado nesta terça-feira (18) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) confirma 25.028 novos casos da doença e mais 46 mortes no Paraná. De acordo com o documento, o atual período epidemiológico, que teve início em julho de 2023, soma agora 460 óbitos, 505.893 diagnósticos confirmados e 860.550 notificações.

As mortes registradas no informe desta semana ocorreram entre 1º de março e 3 de junho. São 18 homens e 28 mulheres, com idades entre 3 meses e 92 anos, residentes em 27 municípios: Paranaguá (1), Curitiba (3), Ponta Grossa (3), Chopinzinho (1), Ampére (3), Boa Esperança do Iguaçu (1), Dois Vizinhos (1), Enéas Marques (1), Francisco Beltrão (5), Realeza (3), São Jorge D’Oeste (1), Foz do Iguaçu (1), Jesuítas (1), Nova Aurora (2), Quedas do Iguaçu (1), Boa Esperança (1), Cianorte (1) Santa Isabel do Ivaí (1), Maringá (1), Apucarana (2), Borrazópolis (2), Califórnia (1), Londrina (2), Pitangueiras (1), Sertanópolis (1), Assis Chateaubriand (1) e Toledo (4). Desse total, 30 pessoas apresentavam comorbidades.

A Regional com mais casos confirmados é a 10ª RS de Cascavel (59.952). Na sequência estão a 17ª RS de Londrina (59.711), 8ª RS de Francisco Beltrão (59.680), 16ª RS de Apucarana (38.614), 15ª RS de Maringá (37.928) e 11ª RS de Campo Mourão (32.711).

As cidades com maior número de diagnósticos positivos são Londrina (34.719), Cascavel (29.082), Maringá (21.810) e Apucarana (18.464). Há 398 municípios com confirmações de dengue – apenas Agudos do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba, não tem casos confirmados.

Continue Lendo

Local

Governo e Mallet assinam cooperação para construir nova ponte em via municipal

Publicado

em

A secretaria estadual de Infraestrutura e Logística (SEIL) firmou uma cooperação com o município de Mallet, região Centro-Sul, para fornecer peças pré-moldadas de concreto que serão utilizadas na construção de uma nova ponte sobre o Rio Braço Potinga. A estrutura vai ficar na rodovia municipal MLL-406, ligando a Comunidade Lajeado de Baixo com a Colônia 5 e Colônia 6, beneficiando aproximadamente 100 famílias da zona rural do município.

São 20 vigas de 15,50 metros de comprimento cada e 288 lajotas de 50 cm por 100 cm para compor a laje. A ponte terá 32 metros de comprimento por 6,25 metros de largura, cabendo ao município construir a fundação, os pilares e os acessos, bem como lançar as peças pré-moldadas fornecidas pela SEIL. O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) vai acompanhar a execução da obra, conforme previsto no termo de cooperação.

A ponte será construída próximo a uma outra de madeira existente no local. Segundo o secretário estadual de Infraestrutura e Logística, Sandro Alex, a nova estrutura de concreto vai garantir uma travessia segura para moradores e também para o transporte da produção agropecuária local. “É uma garantia, pelas próximas décadas, que o pequeno produtor vai poder continuar trabalhando sem se preocupar com a logística para transportar sua safra, produção de leite e outros produtos do município”, afirmou.

Continue Lendo

Regional

Acidente envolve ambulância de Bituruna e caminhão na PR-170

Publicado

em

Uma ambulância de Bituruna, que transportava um paciente para o Hospital Regional de União da Vitória, colidiu na traseira de um caminhão na PR-170, na descida do trevo que liga a PR-170 com a BR-153. A situação ocorreu por volta das 07 horas de hoje terça-feira (18).

Os ocupantes da ambulância, incluindo o paciente e a equipe médica, sofreram apenas ferimentos leves. Eles foram rapidamente socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) do município de General Carneiro.

O tráfego na região foi temporariamente interrompido para o atendimento da ocorrência, mas já foi normalizado.

Continue Lendo
Publicidade

As mais Lidas