Conecte-se conosco

Policial

POLICIAIS FEDERAIS PRENDEM DOIS SUSPEITOS DE PLANEJAR ATOS TERRORISTAS

Publicado

em

Policiais federais prenderam dois suspeitos de participar da organização de supostos atos terroristas no Brasil. Os dois suspeitos, que não tiveram a identidade divulgada, foram detidos em caráter temporário, no estado de São Paulo, na manhã desta terça-feira (8).

As prisões ocorreram no âmbito da Operação Trapiche, que também apura indícios de que os suspeitos recrutariam outras pessoas para executar atos extremistas. Além dos dois mandados de prisão, foram executados 11 de busca e apreensão: sete em Minas Gerais; três no Distrito Federal e um no estado de São Paulo.

Os mandados foram expedidos pela Subseção Judiciária de Belo Horizonte. Segundo a Polícia Federal, se as suspeitas forem confirmadas, os investigados responderão pelos crimes de constituir ou integrar organização terrorista e por realizar atos preparatórios de terrorismo, podendo ser condenados a penas que, somadas, chegam a 15 anos e seis meses de prisão.

Previstos na Lei de Terrorismo (Lei nº 13.260, de 2016), os dois crimes são considerados hediondos, inafiançáveis, e o cumprimento da pena, em regime fechado, independe de condenação definitiva (trânsito em julgado).

Segundo o ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, a operação da PF é uma ação preventiva, deflagrada a partir de uma “hipótese”. “Temos um compromisso claro, liderado pelo presidente [da República, Luiz Inácio Lula da Silva] de combate ao terrorismo. Isso se dá também na esfera criminal. Hoje mesmo, a PF está realizando uma investigação em torno da hipótese de uma rede terrorista buscar se instalar no Brasil. Vejam, é uma hipótese que a PF está investigando. E que mostra que, neste caso, só temos um lado, que é o lado da lei, dos compromissos internacionais que o Brasil assumiu”, disse Dino.

O ministro deu as declarações ao participar, no Rio de Janeiro, da assinatura de um acordo de cooperação técnica para a criação do Comitê Integrado de Investigação Financeira e Recuperação de Ativos (Ciifra), que busca estrangular as fontes de renda do crime organizado.

Matéria ampliada às 14h32 para acréscimo das declarações do ministro Flávio Dino.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Policial

PM cumpriu mandado de prisão em Paula Freitas

Publicado

em

A equipe da Polícia Militar de Paula Freitas prendeu um homem no bairro Maria Anísia por volta das 21:23 horas dessa sexta-feira (19).

Após conhecimento de mandado de prisão em desfavor de um homem a equipe deslocou ao seu endereço com o intuito de verificar se o mesmo se encontrava no local.

O autor saiu até o portão e conversou com a equipe policial, sendo identificado, exposto o mandado de prisão em seu desfavor, sendo que este por espontânea vontade acompanhou os policiais para ser apresentado a unidade prisional.

Continue Lendo

Policial

Casal de General Carneiro perde 20 mil reais ao tentar fazer empréstimo pela internet

Publicado

em

Um senhor compareceu ao Pelotão da Polícia Militar de General Carneiro por volta das 18 horas dessa sexta-feira, 19 de julho, para relatar um golpe de estelionato.

De acordo com o solicitante, sua esposa precisava de um empréstimo, que tentou com vários bancos físicos, porém, sem sucesso. Então, procurou na internet, encontrou um homem que oferecia empréstimo.

O autor, de acordo com a vítima, foi muito prestativo e atencioso. O homem atendeu pedindo a documentação da mulher para realizar o cadastro e fazer a simulação.

Quando o homem enviou o contrato falou que já iria creditar o valor na sua conta, com a demora para acontecer, a vítima entrou em contato novamente com o suposto atendente e ele começou a pedir dinheiro.

O autor passou a dizer que se a vítima não depositasse o valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais), ele iria bloquear todos os documentos do marido.

Diante das informações a equipe policial orientou as vítimas quanto aos procedimentos cabíveis.

Continue Lendo

Policial

PC de Irati prende homem por descumprimento de medidas protetivas

Publicado

em

Na tarde dessa quinta-feira, 18 de julho, um homem de 36 anos, foi detido na localidade de Pinho de Cima, por descumprimento de medidas protetivas com base nas leis Maria da Penha e Henry Borel.

A Polícia Civil e o Conselho Tutelar solicitaram medidas protetivas para afastar o investigado dos filhos do casal. As medidas foram solicitadas em abril.]

De acordo com a Polícia Civil, o homem descumpriu as determinações judiciais e agrediu a vítima. Por isso, foi solicitada a prisão preventiva do investigado como forma de resguardar a integridade física e psicológica da ex-mulher.

A Lei Henry Borel estabelece medidas protetivas específicas para crianças e adolescentes vítimas de violência doméstica e familiar e considera crime hediondo o assassinato de menores de 14 anos.

No Congresso Nacional, o texto foi batizado de Lei Henry Borel, em referência ao menino de 4 anos morto em 2021 por hemorragia interna após espancamentos no apartamento em que morava com a mãe e o padrasto, no Rio de Janeiro.

Continue Lendo
Publicidade

As mais Lidas